Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAPO Desportu TL

Sex | 16.01.15

Torres elimina Real em noite de consagração de CR7

SAPO TL

Ronaldo fez o segundo golo dos “merengues”, que entraram praticamente a perder tanto na primeira como na segunda parte.





 


A festa do Atlético de Madrid              Foto: PIERE PHILIPPE MARCOU


 


O Real Madrid foi esta quinta-feira eliminado da Taça do Rei pelo rival da mesma cidade, o Atlético, depois de empatar (2-2) na segunda mão dos oitavos de final, perfazendo um agregado de 4-2 nas duas mãos. Os golos foram marcados por Fernando Torres (1’ e 46’) para os visitantes e Sérgio Ramos (20’) e Ronaldo (54’) para os homens da casa.


 


Numa noite que começou em tons de dourado e com aplausos dos adeptos madrilenos para Cristiano Ronaldo (que recebeu a Bola de Ouro na passada segunda-feira) acabou em lágrimas. James Rodríguez (prémio Puskas), Sérgio Ramos e Toni Kroos (equipa do ano) também mostraram os seus galardões. O Real Madrid entrou praticamente a perder num encontro onde precisava de ganhar, após ter perdido a primeira mão por 2-0.


 


O português foi titular, na formação da casa, tal como Pepe e o ex-portista James Rodríguez. Na formação orientada por Diego Simeone, Tiago ocupou o meio-campo, tal como os ex-benfiquistas Oblak e Siqueira.



A esperança virou desespero logo no primeiro minuto do encontro, quando Torres abriu o marcador, após cruzamento rasteiro de Griezmann para o segundo poste. O espanhol marcou assim o seu primeiro golo desde que regressou a Espanha e logo em casa do grande rival. A “remontada” parecia agora impossível, algo que acabou por se comprovar.


 


Aos 20’, e depois dos “merengues” já terem tido um par de situações de relativo perigo, Sérgio Ramos igualou a partida na sequência de um canto. Oblak esteve muito mal na fotografia, ao chocar contra um companheiro de equipa e deixar a baliza aberta. Tiago também teve a sua dose de culpas no lance ao falhar o corte que terminou com o golo do central espanhol.


 


O golo fez os “rojiblancos” ficarem desnorteados e a formação de Carlo Ancelotti acentuou a ainda mais a pressão, com um par de oportunidades que poderiam ter acabado em golo. O Atlético recuou demasiado e os “blancos” iam tentando faturar de todas as maneiras e feitios, mas a solidária defesa dos visitantes iam aguentando a pressão.


 


A segunda parte, qual fotocópia qual quê, começa novamente com um golo de Torres (46’) e após uma perda de bola da defensiva do Real Madrid. 2-1. Contudo, o orgulho era “Real” e o empate surgiu pouco depois pelo inevitável Ronaldo (54’), que pouco mais fez no jogo. Cruzamento perfeito de Bale e o internacional luso facturou de cabeça, fazendo o seu 34.º golo esta época.


 


De realçar ainda que os centrais Sérgio Ramos e Pepe (saiu lesionado aos 59’) fizeram um jogo péssimo, tendo falhando muitos passes na altura de sair com a bola, situação que deu origem aos golos sofridos.


 


O encontro manteve-se morno e com a mesma toada. Os “merengues” faziam o que lhes competia e pressionavam e o Atlético de Madrid defendia, e bem. Na pequena área, Benzema ainda teve uma nova oportunidade, mas enviou a bola para as nuvens, depois de ter falhado o cabeceamento numa primeira fase.


 


O Atlético de Madrid segue com justiça para os quartos-de-final da prova, onde defrontará o vencedor do encontro entre Elche e Barcelona que também se disputa esta quinta-feira.


 


SAPO Desporto

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.